Domingo, 6 de Julho de 2008

Hoje Começa Devagar

 

Hoje começa devagar.

Tímido da noite de ontem e tropeçando nos amanhas que não cantam...

 

Calam-se,

Tristes e silentes.

Mudos com o sal das lágrimas que não correram.

 

Falam dos amanheceres atros e vagos do futuro,

Dos acordares ignotos e perigosos.

Do dia de amanhã que não conheço.

 

E portanto estou,

Como sempre...

Entre há bocado e agora,

Neste quase nada a que chamam presente,

Onde eu devia estar e sentir-me e precisar-me

e...

onde não me encontro no presente dos outros.

...

porque a unica verdade de mim,

É um ponto questionante.

tags: ,

publicado por Aurea Mediocritas às 12:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.stat counter


View My Stats

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Dancing

. The Question

. First thoughts after read...

. Celebration

. Poem

. Fat

. Aging

. Death

. In Europe the squares are...

. The Sweet Hereafter

.arquivos

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Agosto 2015

. Junho 2013

. Dezembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Sitemeter

blogs SAPO

.subscrever feeds